Deus está punindo a Ucrânia por seu papel no holocausto?

Para ser Minha vingança e recompensa, No momento em que seus pés vacilarem. Sim, seu dia de desastre está próximo, E o destino se precipita sobre eles. Deuteronômio 32:35 (A Bíblia de Israel TM )

À medida que o conflito entre a Rússia e a Ucrânia continua, muitos buscam respostas teológicas para a guerra entre as duas nações. Um rabino pode ter a resposta. O rabino Yosef Mizrachi, um estudioso da Torá cujas palestras conquistaram seu canal, conquistou mais de 35 mil inscritos, insinuando que Deus está punindo a Ucrânia por seu papel na Segunda Guerra Mundial.

“Tudo que Hashem faz é 100 justiça”, observou o rabino em uma palestra recente.
“Então, se você vê que a Ucrânia está bombardeada e eles têm grandes problemas agora, isso significa que Hashem está zangado com eles por alguma coisa. O que pode ser? Então, quero lembrar a todos vocês com memória curta que os ucranianos no holocausto agiram exatamente como os nazistas. Eles mataram centenas de milhares de judeus lá.”

O rabino Mizrachi então relembrou o infame massacre de Babi Yar. Babi Yar é uma ravina em Kiev, onde os nazistas massacraram aproximadamente 33.771 judeus em 1941. O local foi inicialmente relatado como tendo sido bombardeado pelos russos na semana passada. Ainda assim, um jornalista israelense no local desmascarou os relatórios desmascarados por um jornalista israelense no local.
“Eles ajudaram os nazistas a matar os judeus e, na verdade, existe um lugar chamado Babi Yar. Foi bombardeado hoje e lá eles disseram aos judeus para garantir que todos aparecessem no centro da cidade amanhã. Alguém não vai aparecer, nós vamos atirar nele, e todos os judeus apareceram, e eles os mataram – todos os ucranianos. Então os ucranianos estavam de lado com os nazistas.”
“Muitos milhares de pessoas santas que viviam lá grandes talmidai chachamim (estudiosos da Torá) rabinos foram assassinados lá pelos ucranianos. A vingança ainda nunca veio, mesmo que sete anos depois. Quero lembrá-los que Hakadosh Baruch hu (Deus) tem muita paciência. Às vezes você espera 500 anos para punir uma pessoa.”
O rabino Mizrachi se viu no centro da controvérsia em 2015, quando afirmou que “nem mesmo 1 milhão de judeus foram mortos no Holocausto”. Ele alegou que a maioria dos contados entre o número aceito de seis milhões não eram judeus de acordo com a lei rabínica.
Desde então, o rabino se desculpou por suas declarações.

FONTE:israel365news