90,1 mhz rj

musica

informação

90,1 MHZ RJ

WWW.CCEPONLINE.COM.BR

Cristãos nigerianos protestam contra 'grilagem de terras

Moradores da comunidade Jol, no estado de Plateau, no centro da Nigéria, protestam contra a perda de suas terras após ataques mortais de milícias islâmicas em suas aldeias.

Centenas - senão milhares - de pessoas inocentes foram mortas por militantes islâmicos Boko Haram e Fulani até agora este ano na Nigéria e incontáveis ​​foram expulsos de suas casas.

Em uma carta de protesto ao governo central em Abuja, os residentes de Jol dizem que, como resultado de ataques terroristas constantes desde 2001, eles foram expulsos de nove dos 16 vilarejos que compunham a comunidade.

E nas sete aldeias restantes, nem todos os moradores puderam voltar para casa.

140 mortos, centenas de feridos

“A comunidade perdeu mais de 140 habitantes nativos, centenas de feridos, milhares de deslocados, objetos de valor que valem milhões devido à contínua agressão dos Fulani”, diz a carta da Associação de Desenvolvimento Comunitário Jol.

Acrescenta que vastas extensões de terra foram tomadas à força e ocupadas pelos Fulani, roubando assim aos habitantes locais as suas fazendas e meios de existência.

A Associação de Desenvolvimento Comunitário de Jol diz que apelou incansavelmente às autoridades para virem em auxílio da população e ajudá-la a recuperar as terras confiscadas, mas sem sucesso.

Uma das aldeias que foi destruída e dominada é Rankum, que foi rebatizada de aldeia Mahanga. A construção de um novo bloco escolar está em andamento na aldeia.

O fato de os anciãos da comunidade Jol não terem sido consultados sobre o prédio leva os moradores a deduzir que a razão por trás dos ataques contínuos “nada mais é do que a limpeza étnica e a agenda expansionista territorial dos Fulani”, afirma a carta.

O Centro de Emancipação para Vítimas de Crises na Nigéria (ECCVN), parceiro da CSI, registrou dezenas de ataques a vilarejos cristãos em Plateau e no estado vizinho de Kaduna nos últimos meses - apesar do bloqueio por coronavírus. Os mortos incluíam pastores, mulheres grávidas e crianças.

A situação é tão ruim que no início deste ano CSI alertou sobre um genocídio iminente de cristãos na Nigéria.

Temos 69 visitantes e Nenhum membro online

CONTATOS

SKYPE: Pr.vilson.sales
CEL: 55+21-9684-22642

sales@cceponline.com.br

 

 

Link1 | Link2 | Link3

Copyright © 2020. All Rights Reserved.Radio.ccep.Fm